O consumidor sabe que quando falta um produto na feira, não tem jeito, a solução é trocar por outro. Se falta batata, vai de mandioca. Se falta quiabo, improvise com chuchu. No mercado automotivo a regra não é diferente. Se o modelo mais procurado sumiu na praça, o jeito é procurar na concorrência.

 

Com a suspensão da produção do Onix, Onix Plus e Tracker, a General Motors abriu a porteira para seus concorrentes. Literalmente a boiada está passando enquanto os modelos Chevrolet estão pendurados pela falta de componentes, como os semicondutores.

O reflexo pode ser mensurado pelo boletim de emplacamentos da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Em junho foram licenciados 169.589 carros de passeio e comerciais leves. Volume 3,3% menor que em maio.

Mas o que chama atenção é a queda de participação da GM. Dos quase 170 mil carros emplacados, a General Motors correspondeu com apenas 6,86%. E se falta Chevrolet na prateleira, o consumidor foi bater na porta de outras marcas.

Os efeitos da escassez da marca da gravatinha podem ser vistos não apenas pelo ganho de participação de marcas como Fiat (26,21%) e Hyundai (9,87%). Até mesmo marcas que agonizavam no mercado, como a Peugeot, que fechou 2020 com 0,69% fechou junho com 1,80%. A irmã Citröen, que também estava abraçada com o leão no naufrágio com os mesmos 0,69% no ano passado, terminou o mês de São João com 1,51%. 

Em unidades

Se até o ano passado o Onix era o carro mais vendido do mercado, este ano o hatch caiu para a quarta posição com 41.510 unidades. A liderança geral está nas mãos da picape Fiat Strada (61.064). 

O Hyundai HB20 assumiu o posto de hatch mais vendido com 45.408 unidades e até o Fiat Argo, que nunca teve protagonismo diante do Chevrolet, o sul-coreano e até mesmo o Polo, viu suas vendas decolarem. O compacto italiano quase empatou com a Strada (9.697) em junho, com 9.382 emplacamentos. 

No acumulado do ano, o Argo terminou o semestre com 41.926. Ou seja, 416 carros à frente do Chevrolet. Recentemente a GM informou que só voltaria a produção do Onix e Onix Plus em 16 de agosto, quando o fornecimento de semicondutores deverá ser normalizado. Executivos do grupo de Detroit são enfáticos que não pretendem “depenar” os carros para antecipar o retorno.

Enquanto isso, as quitandas da vizinhança agradecem.

Os 10 mais vendidos de junho 
1º - Fiat Strada - 9.697
2º - Fiat Argo - 9.382
3º - Hyundai HB20 - 7.609
4º - Fiat Mobi - 7.529
5º - Jeep Renegade - 7.504
6º - Renault Kwid - 6.083
7º - Hyundai Creta - 5.902
8º - Fiat Toro - 5.909
9º - Fiat Cronos - 5.404
10º - Volkswagen Gol - 4.742