Gilberto Gil continua internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, por conta de um quadro de hipertensão arterial. O cantor e compositor tinha alta prevista para esta quarta-feira (2), e voltaria para o Rio, onde mora. O artista, no entanto, segue em observação.

Segundo informações do último boletim médico, o estado de saúde do baiano, de 73 anos, é estável. Dependendo dos resultados dos exames que faz no hospital, Gil pode ter alta na próxima sexta-feira (4). Ele está sendo atendido pelo cardiologista Roberto Kalil Filho e pelo nefrologista e especialista em hipertensão arterial Paulo Cesar Ayrosa Galvão.

Gil está internado no Sírio-Libanês desde o dia 25 de fevereiro. O compositor foi fazer seu check-up e, durante a bateria de exames, foi detectado uma hipertensão arterial.

Segundo porta-vozes do músico, a continuação da turnê "Dois amigos, meio século de música", ao lado de Caetano Veloso, está mantida para abril. Os dois vão se apresentar nos Estados Unidos, Europa e América Latina.