BEIRUTE -Trinta e sete pessoas morreram nos violentos combates travados nesta terça-feira (28) por soldados e rebeldes em setor da zona leste e periferia de Damasco e nos bairros de Aleppo, submetidos aos bombardeios das tropas do regime, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), que baseia suas informações em uma rede de militantes e testemunhas no local.

Na segunda-feira (27), 190 pessoas (116 civis, 40 rebeldes e 34 soldados) morreram na Síria, 60 delas na província de Damasco, segundo a ONG com sede em Londres. O OSDH informou sobre intensos bombardeios nos bairros de Zamlaka, Qabun, Jobar e Ain Tarma.

Além disso, várias pessoas morreram em Jaramana, subúrbio na zona leste de Damasco, na explosão de um carro-bomba no funeral de dois partidários do regime, informou a televisão estatal síria sem dar maiores detalhes.

O OSDH confirmou a explosão, dizendo que na localidade de Jaramana um carro cheio de explosivos foi detonado durante os funerais organizados para dois partidários do regime.