O Complexo Hospitalar São Francisco (CHSF), com serviço 100% SUS (Sistema único de Saúde), inaugurou na sexta-feira (14), às 11h30, uma nova ala de hemodiálise em sua unidade no bairro Concórdia, equipada para atender 105 pessoas por dia, equivalente a cerca de 2.700 sessões de hemodiálise por mês. Com 870 metros quadrados e 35 máquinas, a nova ala aumenta em 75% a capacidade do hospital no tratamento aos pacientes portadores de insuficiência renal crônica ou aguda. Ela responderá, sozinha, por cerca de 5% do serviço de hemodiálise realizado na Grande Belo Horizonte.

A nova ala de hemodiálise não era anteriormente utilizada para fins hospitalares e foi totalmente recuperada para o serviço. O investimento foi de cerca de R$ 1,3 milhão e inclui, além das 35 máquinas (15 das quais recém-adquiridas), áreas para recepção, consultórios, restaurante, vestiários, descanso e enfermaria.

“Com esta expansão aumentamos a qualidade e a esperança de vida dos nossos pacientes e oferecemos alento a seus familiares e amigos, cumprindo com nossa missão de prestar assistência médica e hospitalar para a população, com eficiência e segurança”, explica o Dr. Helder Yankous, superintendente geral do CHSF.

Essa é a mesma opinião de Mario Eduardo Passos Martins, presidente da Associação dos Pacientes Transplantados e de Doenças Renais de Minas Gerais, que já visitou a nova ala de hemodiálise. “O espaço respeita as orientações do Ministério da Saúde, é moderno e atende às aspirações dos pacientes, que precisam de ambiente adequado para fazer o tratamento, que é muito longo”, comenta Martins, que faz hemodiálise há 12 anos. “Tudo o que o Ministério da Saúde determina foi cumprido”, afirma Martins, que é também conselheiro Municipal de Saúde.

Uma segunda expansão física da área de hemodiálise, contígua à que está sendo inaugurada, deverá ficar pronta no final de 2013, quando então outras 35 máquinas serão incorporadas à unidade. Quando concluída essa segunda etapa, o Complexo Hospitalar São Francisco responderá por cerca de 10% do atendimento de hemodiálise na capital mineira e região.