Em comunicado divulgado na segunda-feira (25), a Casa Branca antecipou em dois dias as restrições de viagens do Brasil para oa Estados Unidos (EUA). A medida foi anunciada depois que o país tornou-se o segundo maior foco de crise do novo coronavírus no mundo.

No comunicado, o governo norte-americano alterou o início das restrições para as 23h59 de hoje (26), no horário da Costa Leste norte-americana (00h59 da quarta-feira, 27 de maio, pelo horário de Brasília).

No anúncio original, feito no domingo (24), a Casa Branca disse que as restrições entrariam em vigor em 28 de maio.

O documento não deu uma razão para a alteração. O Departamento de Segurança Interna dos EUA, que supervisiona assuntos de imigração, não respondeu imediatamente ao pedido de comentário.

A alegação inicial era de que as restrições ajudariam a garantir que estrangeiros não levem infecções adicionais para os EUA. A medida, no entanto, não se aplica aos fluxos de comércio entre os dois países.

Os EUA têm o maior número de casos de Covid-19 no mundo.

Leia também:
Abre e fecha do comércio em BH pode se estender até dezembro, alerta infectologista
Aplicativos criados por alunos de graduação facilitam integração durante a pandemia
Lojistas veem sucesso: CDL admite 'erros pontuais', mas entende que 'Dia D' da reabertura deu certo