A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia ouve, nesta terça-feira (3), o depoimento do reverendo Amilton Gomes de Paula. Ele é apontado por representantes da Davati Medical Supply como um "intermediador" entre o governo federal e empresas que ofertavam vacinas. A pauta também prevê a votação de requerimentos.

O senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator, conversou com os jornalistas antes de se dirigir à sala de reunião da CPI. Ele defendeu a convocação do ministro da Defesa, ex-titular da Casa Civil: "Eu acho muito importante o requerimento de convocação do ministro Braga Netto pelo papel que ele exerceu como chefe da Casa Civil no momento mais importante da pandemia". 

Já Omar Aziz, presidente da CPI, anunciou que a comissão vai pedir na Justiça o afastamento da secretária de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, do cargo. "Não dá para o ministro Queiroga manter na sua equipe uma pessoa que pensa totalmente diferente da ciência", disse. 

Leia também:
Após recesso, alunos da rede estadual de ensino retornam às aulas presenciais em Minas nesta terça
Ministro defende privatização dos Correios em pronunciamento