FRANKFURT - Os créditos ao setor privado na Eurozona caíram novamente em outubro, pelo sexto mês consecutivo, em 0,7%, embora a queda tenha se moderado um pouco na comparação com setembro (-0,9%), segundo dados anunciados nesta quarta-feira (28)  pelo Banco Central Europeu (BCE).

Os dados de setembro foram revisados em baixa, após o BCE ter adiantado uma queda de 0,8%.

A contração dos créditos em outubro se explica pela redução persistente dos créditos a empresas não financeiras.

Já os empréstimos a particulares aumentaram 0,5% em outubro, após o 0,1% de setembro.

Por sua vez, a oferta de moeda M3, indicador avançado da inflação na Eurozona, cresceu 3,9% em outubro, muito mais que nos últimos meses (2,6% em setembro e 2,8% em agosto, por exemplo).

Os analistas previam uma progressão de 2,8%.