David Cameron diz que ameaças do Estado Islâmico é desespero

Estadão Conteúdo
04/01/2016 às 15:03.
Atualizado em 16/11/2021 às 00:53
 (Leon Neal/AFP)

(Leon Neal/AFP)

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, minimizou nesta segunda-feira (4) as ameaças feitas pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) em um vídeo veiculado no final de semana na internet.

"É um material desesperado feito por uma organização que faz o máximo para ser a mais desprezível possível", disse Cameron sobre o vídeo em que cinco supostos espiões britânicos são mortos a tiros por homens encapuzados. "É um grupo que também está perdendo território e, acredito, a simpatia das pessoas."

Autoridades de inteligência britânicas estão estudando o vídeo para obter pistas sobre a identidade do homem mascarado que aparece no vídeo prometendo, em inglês com sotaque britânico, invadir o Reino Unido e estabelecer a sharia. Aparentemente, ele é um substituto para Mohammed Emwazi, o terrorista de sotaque britânico que decepava cabeças de reféns nos primeiros vídeos do IS e ficou conhecido como "Jihadi John". Emwazi foi morto em um ataque de drone em novembro, na Síria.

Este é o primeiro vídeo do Estado Islâmico a ameaçar o Reino Unido desde que o parlamento britânico aprovou, em dezembro, uma autorização dando poderes a Cameron para lançar ataques aéreos em posições do grupo extremista na Síria.

"Estamos examinando o conteúdo do vídeo. Ele serve como uma lembrança da barbaridade do EI e do que o mundo enfrenta com estes terroristas", disse Helen Bower, porta-voz do primeiro-ministro. "Ele também é claramente uma peça de propaganda e deve ser tratada como tal." Fonte: Associated Press.
http://www.estadao.com.br

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por