Um dos acusados de participar do estupro coletivo em Castelo do Piauí e que delatou os demais em vídeo gravado pela polícia, um menor de 17 anos, foi assassinado na madrugada de sexta-feira (17) dentro do Centro Educacional Masculino (CEM), em Teresina, por seus próprios companheiros.

Enquanto estavam no Centro Educacional de Internação Provisória (Ceip), os acusados estavam isolados, cada um em uma cela. Ao serem transferidos para o CEM, foram colocados todos juntos numa cela, para não terem contato com os demais internos.

O diretor de atendimento socioeducativo da Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (SASC), Anderly Lopes, confirmou que Gleison foi vítima de espancamento, com socos e chutes, até a morte. O caso dele foi semelhante ao de uma das menores vítimas do estupro coletivo, já que teve afundamento de crânio e várias lesões.

"Os mesmos garotos que participaram do ato infracional em Castelo do Piauí assumiram que foram os responsáveis pela morte desse menor e sem nenhum remorso ou arrependimento. Se mostraram frios e disseram que era um ato de vingança. Mataram com as próprias mãos", informou Lopes, dizendo que eles serão transferidos de volta para as celas individuais no centro provisório.