A Presidência da República divulgou na tarde desta sexta-feira nota à imprensa com uma mensagem de solidariedade da presidente Dilma Rousseff (PT) à mãe de Eduardo de Jesus Ferreira, de 10 anos, morto na tarde de ontem, no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio. "Quero expressar minha solidariedade e sentimentos de respeito neste momento de dor a Terezinha Maria de Jesus, que perdeu o filho Eduardo de Jesus Ferreira, de 10 anos, no Complexo do Alemão. Espero que as circunstâncias dessa morte sejam esclarecidas e os responsáveis, julgados e punidos", diz a nota.

Eduardo foi atingido por um tiro de fuzil na porta de casa quando policiais em patrulhamento entraram em confronto com criminosos, segundo a Coordenadoria das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP). Os policiais envolvidos na operação foram afastados das atividades e suas armas foram apreendidas para realização de confronto balístico. Uma perícia foi feita no local na mesma noite pela Delegacia de Homicídios e familiares da vítima prestaram depoimento, informou a Polícia Civil. O caso também será investigado por um Inquérito Policial Militar (IPM).


Outra morte

Policiais da Delegacia da Tijuca identificaram um dos suspeitos de participar do tiroteio que provocou a morte da advogada Silvia Maria Arnaut da Costa no fim da tarde desta quinta-feira em um movimentado ponto do bairro da Tijuca, na zona norte do Rio. Lúcio Mauro Vieira de Araújo Júnior tinha sido preso em setembro de 2014 por roubo qualificado na região da Tijuca e posto em liberdade em fevereiro deste ano.

Segundo a polícia, por volta das 16 horas desta quinta-feira, Araújo e outro homem chegaram de motocicleta nas proximidades do Tijuca Off Shopping, centro de compras de classe média na Tijuca. Eles tentaram assaltar uma pessoa que passava no local, mas um policial civil de folga viu a ação e reagiu, segundo informações da Polícia Civil. Houve pânico e correria na Avenida Barão de Mesquita. Os assaltantes fugiram correndo e abandonaram a moto.

Na troca de tiros, a advogada, que correra para dentro do shopping, foi baleada no peito. Ela chegou a ser socorrida ao Hospital do Andaraí (zona norte), onde morreu. O enterro será realizado na tarde desta sexta-feira no Cemitério do Caju, na zona norte do Rio.

A arma do policial civil envolvido na troca de tiros foi apreendida para exame de confronto balístico e a perícia foi realizada no local, informou a Polícia Civil.