O Brasil já vive os contrastes da primavera: muita chuva no Sul do país, muito calor e clima seco no Sudeste. No Rio de Janeiro, os dias de forte calor têm se alternado com outros de temperaturas mais amenas. Um convite irresistível para se usufruir dos muitos passeios ao ar livre que a cidade oferece.

Os passeios mais óbvios são, claro, as praias. São mais de 20, que abrigam todos os perfis de frequentadores e todas as tribos.

Mas o Rio vai muito além das praias. A vida cultural é intensa e diversificada, e a arquitetura da cidade, especialmente na Zona Sul e no Centro Antigo (recentemente revitalizado), é muito charmosa.

No Centro, por exemplo, um local que merece ser visitado é a Praça Mauá. Com a revitalização, a região ganhou museus e centros culturais, como o Museu de Arte do Rio (MAR), que apresenta as exposições “Rio Setecentista - Quando o Rio virou capital”, e “Tarsila e Mulheres Modernas no Rio”. No alto do museu tem o restaurante Mauá. museudeartedorio.org.br.

Ali perto, na região portuária, tem uma champanheria que vem chamando a atenção. A Jazz in Champanheria tem ambiente inspirado na pop arte e sempre tem bons shows. jazzinchampanheria.com.br.

Se você faz o tipo ativo e esportivo, um passeio bacana para se fazer é o Rio by Bike, que percorre, durante 3 horas, pontos turísticos como a praia de Copacabana, Pão de Açúcar e Praia Vermelha.

Já o Panorama Tour é um passeio de 4 horas de Copacabana até o Centro Histórico, com paradas na Cinelândia e Lapa.
E ainda tem o Tour da Lagoa, focado especialmente na Lagoa Rodrigo de Freitas. Todos esses passeios podem ser acessados no site. riobybike.com.br.

Na Barra da Tijuca, tem as balsas sustentáveis, ou EcoBalsas, que transporta cerca de 2,5 mil pessoas a cada final de semana. É uma boa maneira de se fugir do trânsito do Centro. ecobalsario.com.br.

Se estiver com tempo de sobra, vale a pena se deslocar até o sítio de Burle Marx, que serviu de residência ao paisagista. São 807 mil metros quadrados de área preservada, com 3,5 mil espécies de plantas. sitioburlemarx.blogspot.com.

Mais afastada da densidade urbana do Rio, a Prainha vem atraindo cada vez mais turistas e banhistas em busca de bela paisagem e mais tranquilidade. A trilha do Parque da Prainha leva até o Mirante do Caeté. A entrada no parque é gratuita.

Por fim, retornamos ao Centro. Na Lapa, bairro mais boêmio da cidade, o Quarteirão Cultural da Rua do Lavradio tem o melhor happy hour do Rio.