O empresário Donald Trump anunciou a sua pré-candidatura à presidência dos Estados Unidos, um movimento que ameaça acirrar a disputa nas primárias republicanas.

Depois de cogitar publicamente a sua candidatura por cinco vezes desde 1988, Trump declarou formalmente a sua intenção de concorrer a Casa Branca no ano que vem. Ele é a 12ª pessoa a lançar pré-candidatura pelo Partido Republicano.

Trump, de 69 anos, é um conhecido empresário do ramo imobiliário e personalidade de televisão nos Estados Unidos, onde apresenta o reality show O Aprendiz. Agora, ele espera usar a sua fama para ganhar a simpatia dos eleitores nas prévias republicanas.

"Senhoras e senhores, eu anunciando oficialmente a minha candidatura à presidente dos Estados Unidos, e nós vamos fazer o nosso país ser grande novamente", disse.

O evento de anúncio refletiu a personalidade extravagante de Trump, cujo nome frequenta com regularidade colunas sociais e revistas de celebridades. A fala de Trump foi precedida de um medley de "O Fantasma da Ópera", Rolling Stones e músicas pop.

Funcionários da campanha disseram que iriam liberar detalhes sobre as finanças de Trump após o evento. O empresário nunca apresentou uma declaração financeira pessoal durante as suas tentativas anteriores de entrar na corrida pela presidência.

Trump tem uma fortuna estimada em US$ 9 bilhões, concentrada em ativos imobiliários. No entanto, analistas projetam que ele pode ter dívidas substanciais.

O empresário contratou funcionários em Iowa e New Hampshire para marcar encontros de final de semana com eleitores que votarão nas prévias.

A entrada de Trump na corrida apresenta complicações para seus candidatos rivais, uma vez que, em seu programa de televisão e em palestras que faz pelo país, defende posturas que agradam bastante tanto os eleitores republicanos como os indecisos. Fonte: Dow Jones Newswires.