Durante sessão parlamentar, senador pede 'prisão perpétua' para marido de Bianca Toledo

Da Redação
primeiroplano@hojeemdia.com.br
06/07/2016 às 18:39.
Atualizado em 16/11/2021 às 04:11
 (Moreira Mariz/Agênica Senado)

(Moreira Mariz/Agênica Senado)

O senador Magno Malta (PR-ES) utilizou o plenário da Casa para pedir "prisão perpétua" ao pastor Felipe Heiderich, que está preso em Bangu, no Rio de Janeiro, após confessar ter abusado sexualmente do filho de cinco anos de sua esposa, a também pastora Bianca Toledo.

Exaltado, o parlamentar chamou Heiderich de “falso pastor” e ressaltou que tem sido pressionado por lideranças religiosas a prestar um posicionamento após ter acesso aos documentos do caso.

“Não comento a fraqueza de falar em pena de morte, mas nós precisamos ter prisão perpétua para esse tipo de gente”, ressaltou o parlamentar, que destacou sua atuação na CPI da Pedofilia que investigou a utilização da internet para a prática de pedofilia. "Não consigo conviver com pedófilo nem com o seu crime", afirmou. (assista

  

Na noite desta terça-feira (5), a pastora Bianca Toledo utilizou seu perfil nas redes sociais para desabafar e acusar o marido de ser pedófilo. Em seu relato, a missionária conta que após ter sido confrontado, Felipe Heiderich confessou o crime e tentou suicídio.

“Ele está acautelado por crime de pedofilia e estou aguardando a justiça do céu, a justiça da terra e clamando pelo apoio de todos vocês”, conta a pastora. Segundo ela, o caso está sendo conduzido pelo Ministério Público do Rio de Janeiro e um pedido de anulação do casamento com Heiderich já foi feito.Instagram/Reprodução

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por