O governo de Minas Gerais anunciou nesta terça-feira (19) o início da operação de 60 voos semanais ligando o aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, a 12 municípios do interior do Estado. Os voos serão feitos em aviões de pequeno porte, por meio de um projeto coordenado pela Codemig, e terão início na segunda quinzena de agosto.

De acordo com informações do governo de Minas, os voos serão operados pela empresa Two Taxi Aéreo, que venceu uma licitação pública para a operação do serviço. As passagens terão custo médio de R$ 300 e serão utilizados aviões Cessna, com capacidade de até nove passageiros. O risco operacional da iniciativa foi assumido pela Codemig.

Inicialmente, estão contempladas as cidades de Curvelo, Diamantina, Divinópolis, Juiz de Fora, Muriaé, Patos de Minas, Ponte Nova, São João del Rei, Teófilo Otoni, Ubá, Varginha e Viçosa. O governo afirma que, dependendo do retorno projeto, as frequências dos voos, bem como o número de cidades atendidas poderão aumentar.

Com o nome de Pirma (Projeto de Integração Regional de Minas Gerais - Modal Aéreo), a expectativa do governo é contribuir para o desenvolvimento de negócios regionais e do turismo no interior de Minas.

“Nosso objetivo não é competir com a aviação comercial tradicional, mas criar um modelo sólido e viável para complementá-la”, afirma o presidente da Codemig, Marco Antônio Castello Branco.

As passagens aéreas poderão ser adquiridas no site www.voeminasgerais.com.br, mas o serviço de compras ainda não está disponível.