A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) publicou no Diário Oficial da União portaria com procedimentos diferenciados para inspeção de segurança da aviação civil nos aeroportos brasileiros.

O documento orienta a realização da inspeção de medicamentos, filmes fotográficos com sensibilidade ISO 800 ou superior, animais domésticos, cinzas provenientes da cremação de restos mortais humanos, órgãos, tecidos e instrumentos cirúrgicos esterilizados transportados, células hematopoéticas (medula óssea /sangue periférico mobilizado) e cães-guia acompanhados de pessoas com deficiência visual, treinadores, instrutores ou acompanhantes habilitados.

Os procedimentos diferenciados estabelecidos na portaria serão aplicados nos canais de inspeção de passageiros e seus pertences. As novas regras deverão ser atendidas pelos operadores dos aeroportos em 60 dias.