O Diretor do Departamento de Estatística e Apoio ao Comércio Exterior do ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Roberto Dantas, informou nesta terça-feira, 1º, que o Brasil registrou um superávit de US$ 261 milhões com a Argentina no primeiro trimestre de 2014, apesar das dificuldades enfrentadas no comércio bilateral. No mesmo período de 2013, o País tinha um déficit comercial de US$ 82 milhões com a Argentina. Segundo ele, o resultado positivo para o Brasil é explicado pela redução mais acentuada das importações brasileiras da Argentina do que das exportações do Brasil para o País vizinho.

Houve uma queda de 22,3% nas importações brasileiras no primeiro trimestre, puxadas por automóveis e trigo. As vendas externas para a Argentina caíram 14,4%.

As exportações do Brasil para a Ucrânia, que enfrenta conflitos na região, tiveram queda de 60% no primeiro trimestre deste ano. Houve retração de 74% nas importações brasileiras vindas de lá.

Com a Venezuela, onde os exportadores têm reclamado de atrasos nos pagamentos, houve uma queda nas exportações de 5,8% de janeiro a março. As importações caíram 8,5%. O Brasil registra um superávit com a Venezuela de US$ 599 milhões nos primeiros três meses deste ano, ante US$ 618 milhões no mesmo período de 2013.