Coletivo de artesãs do Jequitinhonha produz 20 mil peças sob encomenda de rede varejista

joão Sampaio
jsampaio@hojeemdia.com.br
05/11/2021 às 19:31.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:12
 (Divulgação)

(Divulgação)

Em uma ação que demandou cerca de mil horas de trabalho, durante sete meses, um coletivo de artesãs do Vale do Jequitinhonha se desdobrou e entregou, em agosto, uma encomenda gigantesca de 20 mil itens para a rede de lojas Camicado, braço especializado em casa e decoração do grupo Renner. Desde então, 38 itens, entre vasos, pratos, travessas, cachepôs e outros utilitários e decorativos, estão à venda nas lojas físicas e online da empresa. “Esse projeto veio em ótima hora. Estávamos parados por conta da pandemia, todo mundo preocupado e com medo de fechar, mas veio essa encomenda e mudou tudo, mudou nossa rotina, nos organizamos e conseguimos cumprir”, relata a artesã Terezinha Lopes dos Santos, vice-presidente da Associação de Coqueiro Campo, na comunidade Campo Buriti, em Turmalina, um dos principais polos de produção de artesanato do Vale do Jequitinhonha.  O polo tem ainda outras três comunidades: Coqueiro Campo, Poço D’Água e Campo Alegre. Juntas, as quatro localidades somam 2.500 habitantes. Ao todo, a ação gerou 120 postos de trabalho.

A Camicado não revela os valores envolvidos no projeto, mas admite que a iniciativa, além do apelo comercial, é cara à empresa também pelo que rende do ponto de vista do marketing social. “Além de apostarmos na originalidade, na delicadeza e em todos os atributos de design das peças criadas pelas artesãs do Vale do Jequitinhonha, percebemos que poderíamos impactar positivamente essas comunidades tradicionais, contribuindo para o surgimento de oportunidades de trabalho e incremento da renda das famílias. Deixar um legado importante de união entre as artesãs, de maior qualificação do grupo e, sobretudo, da continuidade dessa técnica riquíssima, transmitida por gerações de mulheres, é o que tem nos movido nessa direção”, conta Natan Anaf, gerente geral da Camicado.

Nas vitrines

A Camicado possui 119 unidades em todo o Brasil. Em Belo Horizonte, a rede está presente nos shoppings BH, Del Rey, Diamond e Boulevard. As outras lojas em Minas são no Contagem Shopping, Center Shopping de Uberlândia, Uberaba Shopping Center e no Independência Shopping, de Juiz de Fora. Os itens disponibilizados variam de R$ 30,99, para um adorno de flor, até R$ 323,99, preço de uma luminária de barro, sem o valor do frete. Mas há ainda mantegueira, farinheira, queijeira, bule, coador, porta-guardanapo, açucareiro, vários modelos de travessas, vasos decorativos e muito mais.

A coleção que está à venda nas lojas da Camicado recebeu o nome de Mestras do Barro. O projeto está em sua segunda edição e traz novidades, como luminárias e móbiles, além das peças em formato de flores. Outro destaque é a coloração rosa das peças, já que na primeira edição, realizada no ano passado, a cor predominante foi a branca. “A edição deste ano desafiou as artesãs a buscarem um tom rosado, o que demandou pesquisa, testes e muita colaboração entre o grupo, já que o processo utiliza apenas a argila da região”, explica a gerente de Estilo da Camicado, Magda Borges.

Curadoria

Para o desenvolvimento do projeto, a empresa se associou à Paiol, uma loja especializada na curadoria de artesanato brasileiro. A Paiol realizou toda a gestão do projeto, auxiliando na comunicação e na interação entre o time de estilo da Camicado e as artesãs. “A iniciativa pioneira da Camicado contribuiu muito para o surgimento de oportunidades de trabalho e incremento da renda nessas comunidades tradicionais, e tem deixado um legado importante de união entre as artesãs, de maior qualificação do grupo e, sobretudo, da continuidade dessa técnica riquíssima, transmitida por gerações de mulheres”, explica o diretor da Paiol, Lucas Lassen.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por