A primeira rodovia a ser licitada pelo governo Bolsonaro, a BR-364/365 (Goiás/Minas Gerais), foi arrematada pela EcoRodovias na manhã desta sexta-feira (27) em leilão realizado na B3, em São Paulo. A empresa vai administrar, pelos próximos 30 anos, os trechos que compreendem 437 quilômetros de estradas entre Jataí (GO) e Uberlândia (MG), importante corredor para escoamento da produção agroindustrial da região. 

Com isso, Minas vai ganhar mais quatro praças de pedágio no Triângulo Mineiro a partir de janeiro de 2021. Os trechos concedidos passam por Santa Vitória, Gurinhatã, Ituiutaba, Canápolis, Monte Alegre de Minas e Uberlândia. Já em Goiás, 11 municípios fazem parte do projeto. 

No Estado, as quatro novas praças de pedágio serão instaladas na BR-365, nas cidades de Uberlândia, Monte Alegre de Minas, Ituiutaba e Santa Vitória. Em Goiás, serão três novas praças que ficarão em Paranaiguara, Cachoeira Alta e Jataí.   

MapaClique para ampliar 

Entenda

A EcoRodovias arrematou a concessão com uma tarifa básica de pedágio de R$ 4,69364, o que significa um deságio de 33,14%. Ou seja, um "desconto" em relação à tarifa máxima de pedágio fixada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que é de R$ 7,02. 

Na abertura dos envelopes na última segunda-feira (23), as outras ofertas da tarifa básica de pedágio foram de R$ 5,82673, por parte do Consórcio Way-364/365 (com deságio de 17%), e de R$ 5,75640 (com deságio de 18%), tarifa proposta pela Silva & Bertoli Empreendimentos. 

Contrapartida 

A concessão prevê investimentos de R$ 4,59 bilhões nas próximas três décadas, sendo R$ 2,06 bilhões referentes a investimentos em melhorias e intervenções previstas no Programa de Exploração da Rodovia (PER), além de R$ 2,53 bilhões de custos operacionais. Além disso, a estimativa é gerar cerca de 3,6 mil empregos diretos e indiretos. 

Também são previstas obras no PER que contemplam 44,2 km de duplicação da rodovia, implantação de 134,3 km de faixas adicionais e melhorias como vias marginais e acostamentos. Ainda estão contempladas no PER a complementação das obras do Trevão (entroncamento da Rodovia BR-365/MG com a Rodovia BR-153/MG) e a trombeta de Xapetuba, que deverão ser entregues respectivamente no 2º e no 1º ano da concessão. 

Leia mais:

Governo vai leiloar concessão de trecho de rodovias em Minas e Goiás
Concessão de trecho de rodovias que ligam Minas e Goiás é anunciada pela ANTT