A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) registrou receita operacional líquida de R$ 654,8 milhões no segundo trimestre de 2012. No mesmo período o EBITDA (lucro antes de juros, impostos e depreciações/amortizações) apurado foi R$ 275,2 milhões, com margem de 39,7%. Já o lucro líquido foi de R$ 108,4 milhões.

No último ano, a população atendida com os serviços de abastecimento de água da Copasa passou de 13,4 milhões para 13,8 milhões. Já o esgotamento sanitário prestado pela Copasa, saltou de 8,0 milhões para 8,5 milhões nos 12 meses.
 
Referente aos indicadores operacionais, o índice de inadimplência, que era de 1,32% em junho de 2011, passou para 1,23% em junho de 2012, um dos menores do setor. Com relação ao índice de perdas, houve uma redução de cerca de 1,7%, passando de 232,4 litros por ligação por dia no encerramento do segundo trimestre de 2011, para 228,4 litros por ligação por dia em junho de 2012.
 
Seguindo o Plano de Expansão da Companhia, entre abril e junho deste ano, foi obtida a concessão para a prestação dos serviços de esgotamento sanitário em Capitão Enéas, Lagoa dos Patos, Verdelândia, Conceição do Pará, Matias Cardoso, Presidente Juscelino e Catuti, além de renovação da concessão dos serviços de abastecimento de água nesses municípios. Foi assinada ainda a concessão dos serviços de abastecimento de água na cidade de Aracitaba. Ainda no segundo trimestre de 2012, foi iniciada a operação dos serviços de esgotamento sanitário em Além Paraíba, que possui população de 32 mil habitantes.
 
Investimentos
 
Os investimentos realizados pela Copasa durante os seis primeiros meses de 2012 somaram R$ 327,8 milhões. Deste total, R$ 118,2 milhões foram aplicados em sistemas de abastecimento de água, R$ 200,7 milhões em sistemas de coleta e tratamento de esgotos e os R$ 8,9 milhões restantes foram investidos em programas de desenvolvimento empresarial, bens de uso geral e outros.
 
 
* Agência Minas