A dívida líquida do setor público subiu para 36,8% do Produto Interno Bruto (PIB) em fevereiro ante 35,8% de janeiro, e também subiu na comparação com dezembro de 2015, quando estava em 36,2% do PIB. Em dezembro de 2014, estava em 33,1% do PIB.

A dívida do Governo Central, governos regionais e empresas estatais terminou o mês passado em R$ 2,186 trilhões. As informações, divulgadas nesta quarta-feira, 30, são do Banco Central.

Rombo pode até superar R$ 96 bilhões, diz economista

Dívida pública federal sobe 2,53% em fevereiro para R$ 2,819 tri, diz Tesouro

Mercado fica mais pessimista e sobe para -3,66% projeção de queda do PIB em 2016

Já a dívida bruta do governo geral rompeu no mês passado a barreira dos R$ 4 trilhões, totalizando R$ 4,017 trilhões, o que representou 67,6% do PIB. Em janeiro, essa relação estava em 67,4%.

De acordo com o BC, a elevação da dívida líquida ocorreu por causa da valorização cambial de 1,6% em fevereiro, o que correspondeu a elevação de R$ 19,2 bilhões no estoque da dívida líquida.