Concluindo mais uma etapa do projeto de consolidação da indústria aeronáutica no Estado por meio de acordo de cooperação técnica assinado com o Governo de Minas, a Embraer inaugurou nessa sexta-feira (21) a expansão do Centro de Tecnologia de Minas Gerais (Cete-MG), destinado ao setor aeroespacial.
 
O investimento de R$ 2,5 milhões em obras vai permitir que tanto o espaço físico quanto o número de funcionários dobrem de tamanho. O escritório terá 1.550 metros quadrados, um aumento de 700 metros em relação ao tamanho anterior. O grupo de engenheiros, técnicos e pessoal administrativo vai dobrar, passando de 100 para 200.
 
Para o gerente geral do Cete-MG, Mário Lott, o trabalho é essencial para impulsionar a economia do setor atraindo empresas que podem contar com a mão de obra qualificada formada pelas universidades do Estado.
 
“Acredito que com uma empresa de alto valor agregado é possível utilizar esses bons profissionais e mantê-los aqui. Hoje, só no projeto do cargueiro militar KC-390 há 40 pessoas trabalhando”. 
 
Além de investir no aprimoramento das aeronaves tradicionais, o Cete-MG vai focar no desenvolvimento da segunda geração de aviões fabricados pela Embraer, destinados ao segmento comercial. A companhia Azul Linhas Aéreas já tem acordo para compra de 50 aeronaves, algo em torno de US$ 3,1 bilhões.
 
“Hoje, 70% da nossa carga de trabalho estão voltadas para os jatos E175-E2, E190-E2 e E195-E2. Esse novo projeto vai alavancar a Embraer no mundo, de acordo com nossa meta de crescimento”, revela Lott.
 
Considerado uma das apostas mais promissoras para a diversificação da atividade econômica no Estado, o Cete-MG compõe o complexo aeroespacial formado também por polos em Itajubá, Tupaciguara e Uberaba.
 
“O Cete-MG contribui para a qualificação do território mineiro, diversificando a economia e criando oportunidades para as futuras gerações. Vale destacar que, dos 150 funcionários já contratados, 70 são mineiros e mineiras”, comentou o governador de Minas, Alberto Pinto Coelho.
 
Empresa terá lucro líquido de R$ 554 mi
 
A Embraer é a maior fabricante de jatos comerciais do mundo e atende, atualmente, 86 companhias aéreas em 57 países diferentes. A empresa está em mais de 20 países e tem, ao redor do mundo, mais de 19 mil funcionários. Atuante no segmento da aviação militar, agrícola e comercial, teve receita de US$ 22,1 bilhões no terceiro trimestre de 2014. O lucro líquido do ano deverá chegar a R$ 554 milhões.