A agência de classificação de risco de crédito Fitch manteve os ratings de longo prazo em moeda estrangeira e local da Finlândia em AAA, com perspectiva estável. O rating de curto prazo em moeda estrangeira também foi mantido em F1+ e o teto-país permaneceu em AAA.

Segundo a Fitch, os ratings são sustentados "por uma combinação de governança forte, alta renda per capita, posição de investimento internacional líquida positiva e impecável histórico de serviço da dívida". A agência também destacou que a Finlândia não possui desequilíbrios macroeconômicos e tem um sólido histórico de gerenciamento fiscal.

"Uma relação entre dívida geral do governo e PIB de 53,6% em 2012 está em linha com um rating AAA e dá à Finlândia espaço para absorver choques inesperados", comentou a Fitch em um comunicado. O fato de o setor bancário finlandês não ter precisado de qualquer suporte financeiro durante a crise europeia também foi mencionado pela Fitch, que observou ainda que os riscos para o país gerados pela crise vêm diminuindo.