A revista Forbes, dos Estados Unidos, afirmou nesta segunda-feira (2), que o empresário brasileiro Eike Batista "deixou, oficialmente, de ser um bilionário". Após aparecer na lista da Forbes como o sétimo homem mais rico do mundo em 2012, com uma fortuna de US$ 30 bilhões, agora o patrimônio de Eike é calculado pela revista em menos de US$ 900 milhões.

"Boa parte da fortuna estimada de Eike está em ações da suas seis companhias listadas em bolsa, sendo que todas estão em estágios pré-operacionais e ainda não apresentam lucro. Isso significa que ele poderia, eventualmente, ver sua riqueza cair ainda mais, já que ele teria comprometido sua fortuna pessoal para garantir empréstimos com bancos brasileiros", diz o jornalista Anderson Antunes, num artigo publicado na página da Forbes na internet.

A revista afirma que Eike poderia evitar o colapso do império usando a Lei de Falências do Brasil para reorganizá-lo, mas isso resultaria em anos de batalhas judiciais. A Forbes lembra que o empresário prometeu, num artigo publicado em julho, que não deixaria de pagar "um centavo" das dívidas. "Isso, certamente, não o transforma num herói. Ele, provavelmente, não conseguirá cumprir suas enormes promessas e muita gente já perdeu dinheiro por acreditar nele", diz o texto.