Os reajustes das mensalidades escolares, que ocorrem tradicionalmente no mês de fevereiro, pressionaram a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgados nesta terça-feira, (12), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os gastos das famílias com Educação subiram 3,53% no último mês, uma contribuição de 0,17 ponto porcentual para a taxa de 0,43% registrada pelo IPCA. Apesar do avanço, a taxa do grupo foi a menor para meses de fevereiro desde 2008, quando tinha aumentado 3,47%.

"Geralmente, (o grupo) Educação repassa a inflação acumulada no ano anterior. Como a inflação foi menor, o reajuste é menor. E tem muitos estabelecimentos que estão segurando reajustes para não perder aluno", explicou Fernando Gonçalves, gerente no Sistema Nacional de Índices de Preços do IBGE.

Os cursos regulares, que incluem as mensalidades escolares, subiram 4,58% em fevereiro, item de maior impacto no IPCA do mês, uma contribuição de 0,15 ponto porcentual para a inflação.

Leia mais:
Enem terá nova diagramação para economizar papel
MEC divulga lista de espera do ProUni para faculdades
Brasileiros buscam oportunidade de pesquisa científica na Alemanha