O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, disse que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai continuar sendo importante na engenharia financeira das novas concessões, mas que o governo procura também outras formas de financiamento de projetos de infraestrutura. "O modelo do BNDES continua sendo importante para financiar principalmente o início da concessão, antes de a concessionária obter receita, por exemplo, mas queremos desenvolver novas alternativas", afirmou.

Segundo Barbosa, o BNDES vai continuar financiando "dentro da sua capacidade" e as novas concessões que deverão acontecer "serão adequadas" à nova situação econômica do País, afirmou. "Quando soltarmos os estudos dos novos projetos vamos divulgar as novas condições de financiamento do BNDES", disse.

O ministro afirmou que há diversos modelos de financiamento e que o setor privado e o mercado financeiro também podem ser agentes em projetos que tenham a participação do BNDES. Barbosa lembrou a criação de debêntures de infraestrutura, há dois anos, e disse que "são esses tipos de instrumentos que esperamos que sejam usados" em novas concessões. Barbosa participou nesta manhã da abertura dos envelopes do leilão da ponte Rio-Niterói, na BM&F Bovespa, na capital paulista, que teve a EcoRodovias como vencedora do leilão.