O governo da Grécia espera arrecadar receita adicional de mais de 7 bilhões de euros por meio de novos impostos e outras reformas, informou o jornal alemão Bild, citando fontes.

Segundo a publicação, Atenas pretende arrecadar 1,5 bilhão de euros com o fim do contrabando de combustíveis, 800 milhões de euros com a erradicação da venda ilegal de cigarros, 2,5 bilhões de euros com tributos sobre os mais ricos e outros 2,5 bilhões de euros com a cobrança de impostos atrasados de cidadãos e empresas.

Após fechar um acordo provisório para estender seu programa de ajuda em quatro meses, na última sexta-feira, a Grécia precisa apresentar hoje uma lista de reformas à troica - formada pela Comissão Europeia, pelo Banco Central Europeia e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) - num esforço de garantir a aprovação final do pacto. Fonte: Market News International.