O Horário de Verão 2014/2015, ocorrido entre outubro do ano passado e o último dia 22 de fevereiro, resultou em uma queda de 4,5% no consumo de energia no horário de ponta durante o período. A redução da demanda alcançada entre 18 horas e 21 horas foi de aproximadamente 2.035 MW no subsistema Sudeste/Centro-Oeste e 645 MW no subsistema Sul, de acordo com o Ministério de Minas e Energia (MME).

O número, quando considerado o consumo de energia global, que leva em conta todas as horas do dia, foi mais discreto: apenas 0,5%. A economia foi de aproximadamente 200 MW médios no subsistema Sudeste e Centro-Oeste e 65 MW médios no subsistema Sul.

"Além disso, concluiu-se que houve um ganho de armazenamento de energia em forma de água nas hidrelétricas equivalente a 0,4% no sistema Sudeste/Centro-Oeste e 1,3% no sistema Sul", destacou o MME em comunicado.