O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciou nesta quinta-feira (28), uma mudança na metodologia de cálculo do item passagens aéreas no Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor (SNIPC). A alteração ocorre no período de coleta de informações, que passa a ter antecedência de 60 dias em relação ao mês de referência. Os primeiros resultados estimados conforme o novo método serão divulgados em julho de 2015, cuja coleta de preços já foi realizada em maio.

"Reconhecendo que eventos especiais que influenciam o comportamento do estimador do subitem podem ocorrer em diversos meses do ano, inclusive com diferenças por região, a intenção, com essa alteração, é dar tratamento igual a todos, simulando compras de bilhetes com 60 dias de antecedência ao voo", justificou o IBGE.

Antes, o IBGE realizava a coleta de preços de passagens com 30 dias de antecedência ante o mês de referência. AS exceções eram os meses de janeiro, fevereiro, julho e dezembro, consagrados como meses de festas ou férias. Nesses casos, a apuração já era realizada 60 dias antes.

"A partir de julho deste ano de 2015, mês com coleta já realizada 60 dias antes, ou seja, em maio, os demais meses seguem da mesma forma. Agosto terá coleta realizada em junho, setembro em julho e assim por diante", exemplificou o IBGE em nota técnica divulgada hoje. A mudança trará impactos para os resultados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado o índice oficial de inflação, bem como para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e para o IPCA-15.