Quatro ações de desapropriação foram ajuizadas pela Procuradoria Federal Especializada (PFE), junto ao Incra, na última sexta-feira (31), para regularizar o território quilombola da comunidade Brejo dos Crioulos, que fica entre os municipíos de Varzelândia, Verdelândia e São João da Ponte, região Norte de Minas. 
 
As ações são referentes a cerca de três mil hectares das fazendas Boa Vista, Arapuá/Gramado, Arapuá e parte da Morro Preto. O custo das indenizações pelas terras e benfeitorias dos três imóveis é calculado em aproximadamente R$ 5,1 milhões.
 
No total, a área reivindicada pelos 500 membros da comunidade Brejo dos Crioulos é de 17,3 mil hectares. Em dezembro, o Incra tomou posse judicialmente de dois mil hectares das fazendas Nossa Senhora Aparecida, São Miguel e Lagoa da Varanda.