Com a expectativa de alcançar a marca de R$ 5 milhões, mais sete leilões serão realizados até o último dia da Superagro 2013, 9 de junho. A expectativa dos organizadores é a de que os pregões das raças Mangalarga Marchador, Gir Leiteiro, Guzerá, Pônei, Jumento Pêga e Campolina repitam nesta edição o montante movimentado em 2012.

O evento, que acontece no Parque de Exposições da Gameleira e no Expominas, em Belo Horizonte, conta com a participação de criadores de todo o país. Hoje é dia do leilão Gir Villefort. Serão colocados à venda 28 lotes, e a expectativa é receber um público de 500 pessoas. Os exemplares da raça são de 20 fazendas de Minas Gerais e de mais oito provenientes dos plantéis de Virgílio Villefort.

No dia 4, é a vez do Guzerá Villefort, com a oferta de 28 lotes. A novidade desta edição é que o pregão será uma exposição nacional com as duas linhagens – corte e leite - da raça.

Já no dia 5 de junho, o 20º Leilão Guzerá Brasil Princesas BH apresentará, entre os 30 lotes do pregão, as duas bezerras campeãs da Expozebu 2013. Segundo um dos promotores, Geraldo Melo, do Grupo Seleção Guzerá, os animais, tanto da linhagem de corte quanto de leite, têm até 14 meses. “Isso é uma vantagem para os criadores e uma oportunidade de aproveitar toda a vida produtiva do animal”, diz.

Jumento PÊGA

O 12º Leilão da Associação Brasileira dos Criadores do Jumento Pêga (ABCJPêga) acontece no dia 8. A raça formada em Minas possui 33 mil animais registrados no país. Deles, 65% no Estado. São 1.360 criadores no Brasil, 70% mineiros.

De acordo com o superintendente da entidade, José Maurílio de Oliveira, o pregão vai apresentar 37 lotes de 19 criadores. Em 2012, o preço médio por animal foi R$ 23 mil, valor que cresce a cada edição. “O leilão de um criador, no início de maio, bateu todos os recordes. A comercialização de 50% de um animal alcançou a cifra de R$ 142 mil”, afirma. Os animais são avaliados pela qualidade zootécnica, que inclui marcha de tríplice apoio, caracterização racial e conformação.