A cidade de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, vai receber um centro de distribuição da gigante do setor de cosméticos Mary Kay. O galpão vai gerar cerca de 100 postos de trabalho diretos até 2016 e faz parte da estratégia de aprimoramento logístico da empresa.

O centro é o segundo da companhia no país depois da unidade de Barueri, em São Paulo. De acordo com o diretor de operações da Mary Kay Brasil, Henrique Fonseca, a expectativa é a de que a nova unidade responda por 30% da demanda nacional de produtos da marca.

“Minas Gerais é nosso segundo maior mercado, mas o centro de Betim atenderá também os estados de Goiás, Espírito Santo, Bahia, Pernambuco, Ceará e Maranhão. A cidade apresentou uma localização estratégica e uma boa infraestrutura, o que facilita a conexão e escoamento para essas regiões”

Com uma estrutura inicial de 6.500 metros quadrados, o centro de distribuição terá uma capacidade inicial de armazenagem de cerca de 4.100 pallets.

Nicho de mercado

A empresa está entre as 10 maiores do mundo no segmento de venda direta, baseado no contato pessoal entre vendedores e compradores, fora de um estabelecimento comercial fixo.

Mais de 4,5 milhões de pessoas atuam nesse segmento no país, segundo a Associação Brasileira de Empresas de Venda Direta. O país ocupa a quarta posição no mercado mundial, perdendo apenas para os Estados Unidos, Japão e China.

Em 2014, a Mary Kay faturou US$ 4 bilhões em todo mundo. A marca está presente em 35 países e conta com mais de 3 milhões de agentes revendedoras. Apenas no Brasil, elas somam 360 mil.