Mudança na remuneração do FGTS tem que ser refletida no Senado, diz Levy

Estadão Conteúdo
19/08/2015 às 13:06.
Atualizado em 17/11/2021 às 01:25

A mudança na remuneração do FGTS, aprovada terça-feira (18) à noite na Câmara dos Deputados, tem que ser refletida no Senado, para verificar se ela preserva a estabilidade do fundo, afirmou nesta quarta (19) o ministro da Fazenda, Joaquim Levy. O ministro classificou a aprovação na Câmara de "primeira etapa".

"(A mudança) Tem que ser refletida no Senado para ver se essa é a melhor solução, se ela preserva a estabilidade do fundo, a capacidade de financiar as moradias populares. Agora, a gente tem um momento de reflexão. Por isso, a gente tem um sistema bicameral", afirmou Levy, ao deixar a cerimônia de abertura do Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex 2015), no Rio.

Levy destacou a importância de o aumento da remuneração das cotas dos trabalhadores no FGTS não gerar desequilíbrios. "O importante é que não venha a causar qualquer fragilidade no fundo. Obviamente, tem que fazer um equilíbrio entre o desejo de poder se pagar mais e a capacidade do fundo de alcançar seu objetivo", disse o ministro.
http://www.estadao.com.br

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por