Na solenidade de posse dos ministros Nelson Barbosa (Fazenda) e Valdir Simão (Planejamento) no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff afirmou que o equilíbrio fiscal e o crescimento podem andar juntos. Dilma disse que não haverá mudança na política econômica no curto prazo e destacou ser necessário equilibrar as finanças, reduzir a inflação, eliminar as incertezas e retomar o crescimento da economia brasileira.

"Experiência e competência são atributos que ambos têm de sobra", disse Dilma, ao citar que os dois novos ministros da área econômica conhecem o serviço público e os programas prioritários do governo.

Em sua introdução, Dilma agradeceu ao ministro Joaquim Levy, a quem chamou de "meu caro". Ela disse que o ex-ministro da Fazenda foi uma presença "imprescindível" para fazer o ajuste fiscal, mesmo em ambiente de crise política. Ela frisou a grande capacidade de agir e inteligência do ex-ministro, mesmo sob intensa pressão.

"Levy superou desafios e muito contribuiu para a estabilidade e que jamais deixarei de reconhecer", disse a presidente, sob aplausos.