A Arábia Saudita anunciou neste sábado (7) a demissão do ministro do Petróleo do país, Ali al-Naimi, uma das figuras mais poderosas do setor no mundo. Naimi será substituído por Khalid al-Falih, até então presidente da companhia estatal petrolífera Saudi Aramco.

O decreto real sobre o tema, anunciado pela imprensa estatal, é parte de uma reforma mais ampla no gabinete, que inclui a reestruturação do Ministério do Petróleo. A pasta foi renomeada e agora se chamará Ministério da Energia, da Indústria e dos Recursos Minerais.

Naimi ocupava a posição de ministro do Petróleo do reino desde 1995.