Os delegados da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) disse nesta sexta-feira (5) que o grupo manterá o nível máximo de produção coletiva inalterado em 30 milhões de barris por dia. Esta foi a segunda vez em seis meses que o grupo decidiu não tomar nenhuma ação em meio ao excesso global de petróleo bruto e fracos preços do petróleo.

No passado, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo, que bombeia cerca de um em cada três barris de petróleo consumidos a cada dia, tinha desacelerado a produção para sustentar os preços. Mas, em uma pausa dessa estratégia, a OPEP manteve o teto da produção inalterado em sua reunião de novembro.

Para o encontro desta sexta-feira, havia inclusive a discussão sobre um possível aumento do teto. Segundo alguns analistas, aumentar a produção poderia reconhecer a realidade de oferta. Os membros do grupo estão realmente produzindo cerca de 31 milhões de barris por dia, enquanto a Arábia Saudita, o maior exportador mundial de petróleo bruto, e o Iraque aumentam a produção. Fonte: Dow Jones Newswires.