Um levantamento do site de pesquisas Mercado Mineiro verificou preços de combustíveis em postos Belo Horizonte e na Região Metropolitana e apurou aumento nos valores da gasolina comum, no diesel e no etanol desde a última checagem, em 20 de setembro, e variações entre postos que podem chegar a mais de 21%.

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (7) e trazem resultados do levantamento realizado entre 2 e 4 de outubro. O diesel foi o combustível que mais encareceu desde a última pesquisa, quando o preço médio era de R$ 3,811 e subiu para R$ 3,874, um aumento de 1,65%. A variação entre os postos foi de 15,28%, com R$ 3,599 no mais barato e R$ 4,149 no mais caro.

Já o etanol foi o que mais apresentou variação entre os postos, com diferenças que chegam a 21,15%. A região com menor preço médio é a Leste, e no posto com o combustível mais barato, o consumidor paga R$ 2,690 pelo litro, no mais caro, R$ 3,259. O preço médio na capital é de R$ 2,851, valor 1,21% maior do que a média na última pesquisa, que foi de R$ 2,817.

A gasolina comum sofreu um aumento de preço de 1,13% desde a última pesquisa. A média que era de R$ 4,497 passou para R$ 4,548. O menor preço da gasolina foi encontrado na região Noroeste e o maior na região Centro-Sul. A variação de um posto para outro chegou a 14,97%, custando entre R$ 4,348 no de menor preço e R$ 4,999 no mais caro.