O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio cresceu 4% nos primeiros nove meses de 2016, segundo dados da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). O setor agrícola acumulou alta de 4,97% e a pecuária, 1,92%. "Tanto a agricultura quanto a pecuária tiveram aumento real dos preços no período. O fato contribuiu decisivamente para o desempenho positivo dos dois setores entre janeiro e setembro deste ano", disse a CNA em nota publicada no site da entidade.

Em setembro, a produção primária no setor agrícola cresceu 0,80%, serviços, 073%, indústria, 0,55% e insumos, 0,02%. Na pecuária, o segmento de insumos cresceu 0,78%, indústria 0,20%, serviços 0,28% e primário 0,50%. Conforme a CNA, os setores que formam o PIB do agronegócio apresentaram bom desempenho entre janeiro e setembro de 2016: insumos, 3,32%; básico, 5,60%; indústria, 2,66%; e serviços 3,90%.