Na semana anterior à próxima decisão sobre o rumo dos juros pelo Comitê de Política Monetária (Copom), o mercado financeiro finalmente alterou suas estimativas para a Selic ao final do ano. Segundo Relatório de Mercado Focus, divulgado nesta segunda-feira, 25, pelo Banco Central, a previsão de 13,50% ao ano foi substituída pela de 13,75% ao ano.

Desde a divulgação, em 7 de maio, da ata do encontro de diretoria passado esperava-se uma mudança dessas projeções. Isso porque o documento foi considerado mais duro do que o esperado pelos analistas, que prometeram rever suas estimativas sobre os próximos passos para a política monetária.

A ação mais recente do Copom foi a de aumentar a taxa básica de juros de 12,75% ao ano para 13,25% ao ano e, depois da divulgação do documento sobre a reunião, o mercado entendeu que o BC continuará com sua política de elevação de juros. A próxima reunião do Copom está marcada para 2 e 3 de junho.

Há um mês, a estimativa observada no boletim era de que a Selic encerrasse 2015 em 13,25% ao ano. Com a mudança de hoje, a taxa média esperada para este ano passou de 13,22% ao ano para 13,38% ao ano. Quatro semanas antes, essa taxa média estava em 13,20% ao ano. Já para os economistas que mais acertam as projeções para o rumo da taxa básica de juros, o Top 5 no médio prazo, a Selic encerrará este ano em 13,75% ao ano, igual à previsão da semana anterior.

No caso do fim de 2016, a mediana das projeções passou de 11,75% para 12,00% ao ano - esta foi a terceira elevação consecutiva. Com isso, a previsão para a Selic média do ano que vem passou de 12%, onde estava pela quinta semana seguida, para 12,25% ao ano. No caso dos Top 5, para 2016, a expectativa do grupo é de que a taxa fique em 12% ao ano, mesma previsão verificada há nove semanas.