A Apple foi escolhida pela terceira vez consecutiva a líder do ranking As Empresas mais Admiradas no Brasil, estudo realizado pela Officina Sophia, empresa de pesquisa de mercado especializada em estratégia de negócios, pertencente à holding HSR. Apesar da liderança da gigante global de tecnologia, a lista das dez melhores colocadas inclui ainda bancos e companhias de consumo de origem brasileira. 

Natura e Nestlé aparecem empatadas em terceiro lugar, logo atrás do Google, que ficou na segunda posição. Os bancos Itaú, Banco do Brasil e Bradesco ficaram com a quarta, oitava e décima colocação, respectivamente. Ambev e Unilever estão na quinta e sexta colocação, seguidas pela Embraer, em sétimo. A lista inclui ainda O Boticário, Grupo Pão de Açúcar (GPA) e Coca-Cola, o primeiro empatado em oitavo lugar como Banco do Brasil e os outros dois em nono.

O estudo classificou ainda os líderes empresariais mais admirados. O mais bem colocado é o empresário Jorge Paulo Lemann, dono, por meio do fundo 3G Capital, de um império que inclui fatia da maior cervejaria do mundo, a AB InBev. Completam a lista Roberto Setúbal, do Itaú, Luiza Helena Trajano, do Magazine Luiza, Abilio Diniz, do Conselho de Administração da BRF, o ex-presidente da Natura Roberto Lima, além de Fábio Coelho, do Google Brasil, e Claudia Sender, da Latam. 

O levantamento escolheu ainda as marcas mais reconhecidas em 11 macrosetores da economia. O Itaú conquistou o primeiro lugar no negócio financeiro. A Ticket venceu em Serviços Empresariais, a Microsoft em Tecnologia e o Facebook em Web. Vivo, Volkswagen, Bayer, Cyrela, Drogasil e Droga Raia, além de Nestlé e Apple, completam a lista em seus respectivos setores de atuação.