A construção do Rodoanel Norte, contorno rodoviário que vai ligar os municípios de Betim a Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, está mais perto de sair do papel. Até o final deste mês será aberto o processo licitatório da parceria público-privada (PPP) que vai selecionar a empresa responsável por injetar R$ 3,2 bilhões em obras, operação e manutenção da via.
 
Inicialmente, a previsão era de que o edital de licitação fosse publicado no mês passado, mas o cronograma sofreu atrasos. O anúncio do novo prazo foi feito, nessa quarta-feira (11), pelo secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), Fabrício Sampaio, durante solenidade de inauguração das obras concluídas nas rodovias LMG-800 e MG-424, ambas de acesso ao Aeroporto Internacional de Confins.
 
De acordo com o secretário, as obras deverão ter início no ano que vem e durar cerca de quatro anos. “Elas não começarão neste ano, porque a escolha do parceiro privado coincidirá com o período chuvoso”, disse Sampaio. A nova rodovia passará por Betim, Contagem, Ribeirão das Neves, Pedro Leopoldo, Vespasiano, Santa Luzia e Sabará.
 
Características
 
O Rodoanel Norte, que será executado pelo governo de Minas, faz parte do projeto total do Rodoanel, previsto para integrar as BRs 381, 040 e 262, passando, também, pela MG-010. Outras duas alças, Leste e Sul, serão administradas pelos governos municipal e federal, respectivamente.
 
No total, serão investidos R$ 4 bilhões no trecho sob cuidados do Estado, que terá 66,7 quilômetros de extensão, 22 travessias em passagens superior e inferior, três túneis e oito praças de pedágio. A tarifa será definida somente após a seleção da empresa responsável pela operação. 
 
O diferencial da rodovia, segundo Sampaio, será a cobrança fracionada do pedágio, proporcional ao trecho trafegado. “O motorista vai pagar apenas pelo quilômetro corrido. Além disso, as praças serão instaladas nas saídas do contorno, sem prejudicar a fluidez do trânsito”, afirmou o secretário.
 
A estimativa da Setop é a de que o Rodoanel Norte desafogue o trânsito no Anel Rodoviário, desviando, aproximadamente, 70 mil veículos por dia de uma das vias consideradas mais perigosas da cidade.
 
O contrato de concessão terá duração de 30 anos, valendo a partir do período de construção. Em audiência pública realizada em fevereiro, pelo menos oito empresas mostraram-se interessadas na obra do Rodoanel Norte, inclusive, dando sugestões e apresentando estudos e propostas para o projeto.