À espera da reunião do Comitê de Política Montária (Copom) do Banco Central, nesta semana, os economistas do mercado financeiro mantiveram suas projeções para a Selic (a taxa básica de juros) no fim de 2019. O Relatório de Mercado Focus trouxe nesta segunda-feira, (18), que a mediana das previsões para a Selic este ano seguiu em 6,50% ao ano. Há um mês, estava no mesmo patamar.

Já a projeção para a Selic no fim de 2020 foi revista de 8,00% para 7,75%. Há um mês, a projeção para este horizonte era de 8,00%. No caso de 2021, a projeção seguiu em 8,00%, valor igual ao verificado um mês antes. A projeção para a Selic no fim de 2022 também permaneceu em 8,00%, mesmo patamar de um mês antes.

Em fevereiro, o Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou a manutenção, pela sétima vez consecutiva, da Selic em 6,50% ao ano. Ao mesmo tempo, o BC indicou que os riscos de curto prazo relacionados ao cenário externo diminuíram e que deve manter "cautela, serenidade e perseverança" nas próximas decisões, "inclusive diante de cenários voláteis". Na próxima quarta-feira, dia (20), o colegiado decidirá novamente sobre o patamar da taxa básica.

No grupo dos analistas consultados que mais acertam as projeções (Top 5) de médio prazo, a mediana da taxa básica em 2019 seguiu em 6,50% ao ano, igual a um mês antes. No caso de 2020, caiu de 8,00% para 7,50%.

A projeção para o fim de 2021 no Top 5 permaneceu em 8,00%. Há um mês, estava no mesmo patamar. Para 2022, a projeção do Top 5 também seguiu em 8,00%, igual ao visto um mês antes.