Nos próximos três meses, 545 novos táxis circularão em Belo Horizonte. As concessões, recém-licitadas pela BHTrans, colocam em jogo compras da ordem de R$ 21,8 milhões, considerando uma média de R$ 40 mil por carro, e acirram a concorrência entre montadoras.

A Volkswagen oferece os modelos Voyage e SpaceFox com abatimentos de 17,5% e 15%, respectivamente. Os veículos custam a partir de R$ 34,5 mil e R$ 42 mil para o consumidor comum. De acordo com a montadora, há 70 SpaceFox Trend e 80 Voyage Trend em estoque. Caso a montadora não tenha o carro escolhido para pronta entrega, a espera chega a 40 dias. 
 
Financiamento
 
Por meio do banco Volkswagen, o taxista pode financiar o veículo a taxas de 0,99% ao mês, em 36 parcelas, mediante pagamento de 20% de entrada.
 
Na Renault, os descontos chegam a 14% no modelo Fluence 1.6, que sai a partir de R$ 52.690. Para o mesmo carro com motor 1.4, a redução no valor é de 11%. Para o Duster, que é vendido a partir de R$ 49.850, o desconto é de 6,5%. 
 
A principal aposta da marca é o modelo Logan, que custa R$ 34.680 no mercado e terá até 13% de desconto. No caso do Fluence, o principal atrativo seria o baixo consumo de combustível, segundo a montadora.
 
Na GM, o desconto máximo é de 10%, válido para todas as versões do Classic, que custa cerca de R$ 27 mil, e para a versão LT do Cobalt, de R$ 42 mil. Para o Spin LS, que custa R$ 44.990, o benefício é de 7,5%. Para o Celta com ar condicionado, cujo valor aproximado é de R$ 28,5 mil, o desconto é de 6%. 
 
Para o diretor-financeiro do Sindicato dos Taxistas e Motoristas Autônomos de Minas Gerais (Sincavir-MG), Ricardo Faedda, as montadoras devem investir na redução de preços para conquistar a categoria. 
 
“Os taxistas vão pesquisar muito antes de comprar. Além disso, é uma venda garantida para a montadora”, afirma. Ford e Peugeot não se pronunciaram. A Fiat não informou os descontos ofertados.

Leia a matéria completa na Edição Digital