O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) criticou, nas redes sociais, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) sobre a possibilidade de fechar Belo Horizonte novamente por conta do crescimento dos casos de Covid-19 na cidade. Segundo o parlamentar, em uma publicação numa rede social na manhã desta terça-feira (1º), os belo-horizontinos elegeram um “projeto de ditador”.

Na publicação, Eduardo Bolsonaro publicou um trecho da entrevista de Kalil no programa Roda Viva, da TV Cultura, transmitido na noite dessa segunda-feira (30). Na resposta, o prefeito de BH argumentou que a população da capital está enfrentando a pandemia como se o vírus não circulasse mais.  

Segundo o chefe do Executivo, se necessário, ele fechará o município novamente, assim como fez no início da epidemia, restringindo o comércio e a entrada e saída da cidade. “Se estão achando que a doença acabou, eu fecho tudo de novo. E disse em alto e bom som em entrevista coletiva. Se quando eu precisava de voto eu fechei, imagina agora que não preciso".

No entanto, Kalil disse que ainda não sabe qual seria o nível de reclusão, pois precisaria analisar os números da doença antes de tomar a decisão.

Em tom de crítica, o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou apenas um trecho da resposta do mandatário no post.

“Parabéns BH, pela reeleição deste belo projeto de ditador, ou melhor, prefeito”, publicou o deputado.

O Hoje em Dia tentou contato com a assessoria de Alexandre Kalil para se pronunciar sobre o fato, mas não teve retorno até a publicação da matéria.