Um dia após o DEM confirmar na convenção do partido a candidatura de Rodrigo Pacheco ao governo de Minas Gerais, o deputado federal pode desistir da disputa. Uma das principais lideranças nacionais da legenda, o deputado federal Rodrigo Maia está em Belo Horizonte, nessa segunda-feira (6), para uma agenda reservada com Pacheco.

Pacheco convocou entrevista coletiva às 17hrs, no diretório do partido em Belo Horizonte, para, possivelmente, anunciar sua posição final nas eleições de outubro.

Maia, assim como Antônio Carlos Magalhães Neto, presidente do partido, não esteve presente na convenção que definiu o representante do DEM na corrida pelo Palácio da Liberdade.

Em âmbito nacional, o Democratas anunciou o apoio a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) para Presidência da República.  

Em território mineiro, Pacheco conta com a admiração de Antonio Anastasia, candidato tucano ao governo de Minas, que em diversas ocasiões manifestou o interesse de contar com Rodrigo Pacheco na composição de sua chapa para o pleito de outubro.

Reviravolta

Desde que disputou a Prefeitura de Belo Horizonte em 2016, em que, apesar de desconhecido por grande parte do eleitorado da capital, na época, conseguiu um bom resultado nas urnas, terminando a disputa em terceiro lugar, o nome de Rodrigo Pacheco ganhou força para disputar o governo nesse ano.

Em busca de viabilizar sua candidatura ao governo, Pacheco deixou o MDB, que sinalizava uma aliança com o PT em torno da reeleição de Fernando Pimentel, e se filiou ao DEM, em março.

Desde então, apesar das dificuldades em consolidar alianças para a corrida ao Palácio da Liberdade, o deputado federal afirmou que não abriria mão da candidatura.