Se você teve queda no faturamento por conta da pandemia em 2020 e não conseguiu pagar os tributos federais, como Simples Nacional, PIS e Cofins, é preciso estar atento à possibilidade de renegociação das dessas dívidas como o governo federal.

A medida, anunciada pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), visa aliviar o caixa das empresas por conta do fechamento de estabelecimentos não essenciais. A renegociação será feita com base na avaliação da capacidade de pagamento do contribuinte e dos impactos econômicos e financeiros que empresas tiveram em 2020.  

Pessoas físicas também vão poder renegociar a dívida em até 133 meses, mesmo tempo para o parcelamento das dívidas de empresários individuais, microempresas, empresas de pequeno porte, instituições de ensino, Santas Casas de Misericórdia e sociedades cooperativas.

O advogado especialista em Direito tributário, Bruno Junqueira, conversa com a repórter Maria Amélia Ávila sobre a renegociação das dívidas tributárias, nesta terça-feira (23), às 17h30. A live será transmitida pelo Instagram do Hoje Em Dia.