O governador de Minas, Romeu Zema (Novo), deu início nesta segunda-feira (18) a uma série de reuniões por videoconferência com prefeitos de diversas regiões do Estado para discutir as ações de prevenção e enfrentamento ao novo coronavírus e medidas adotadas para retomada gradual e segura da economia. Neste primeiro encontro, ele conversou com prefeitos das regiões sanitárias Triângulo do Norte, Triângulo do Sul, Sul, Jequitinhonha e Noroeste.

Segundo Zema, a suspensão das aulas e o início antecipado do isolamento permitiram a segunda colocação no país com a menor incidência de óbitos por 100 mil habitantes. “Quanto mais conseguirmos retardar a propagação do vírus, melhor. Estas medidas significaram tempo e nós conseguimos nos estruturar caso o pior cenário venha a se realizar”, reforçou.

Segundo o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (18), Minas Gerais tem, até o momento, 4.695 casos confirmados de novo coronavírus, sendo 161 mortes. São 84 novos casos registrados nas últimas 24 horas, sendo cinco novos óbitos.

“Minas tem sido um Estado exemplar na condução do enfrentamento à pandemia, e esperamos que esta situação perdure. Estamos lidando com um inimigo que é traiçoeiro e imprevisível. Porém, até o momento, parece que os mineiros estão conseguindo conduzir bem esta guerra. Nossos números de casos têm crescido, mas dentro de uma situação que permite o nosso sistema de Saúde continuar atendendo. Temos, hoje, um colchão de segurança. Apenas 7% dos nossos leitos estão ocupados com suspeitos ou portadores da Covid-19, e isso nos dá essa segurança tão necessária”, afirmou o governador.

Romeu Zema ainda detalhou aos prefeitos algumas das ações que vão beneficiar diretamente os municípios, como a reativação de 368 leitos – sendo 90% deles no interior -, a compra de 1.047 novos respiradores, o trabalho de recuperação de respiradores que estavam estragados em todo o Estado e a compra de Equipamentos de Proteção Individual para repasse às prefeituras a preço de custo.

Os prefeitos ressaltaram a necessidade de medidas para a reativação da economia e o governador destacou a importância do programa Minas Consciente, que prevê a retomada gradual e segura das atividades econômicas.

“Temos recebido críticas, da mesma maneira que vocês prefeitos, mas temos que fazer aquilo que está ao nosso alcance e dentro da nossa realidade, sempre colocando a vida em primeiro lugar. Hora nenhuma eu, como governador, quis colocar uma diretriz única para todo o Estado porque eu sei que cada prefeito tem uma situação distinta, e talvez aí esteja um motivo de Minas estar indo bem. Vale lembrar que o Ministério Público também participou da construção do Minas Consciente. Estamos, até o momento, de parabéns, porque independentemente de região, de cidade, nós temos conseguido conduzir de forma bastante adequada, se comparado a outros estados”, finalizou o governador.