Com investimento de R$ 300 milhões, a mineira Emccamp, uma das maiores construtoras do país no segmento de residenciais econômicos, lança neste fim de semana o empreendimento Parque Cerrado.

Serão construídas 2.280 unidades habitacionais, distribuídas em 12 residenciais, com prédios de cinco pavimentos cada um. Há opções de apartamentos de dois e de três quartos.

De acordo com a empresa, esse é o maior lançamento do programa Minha Casa, Minha Vida em Minas Gerais.
Localizado no Vetor Norte, mais precisamente no bairro Monte Azul, a 10 minutos da Estação São Gabriel, o empreendimento nasce com o conceito de bairro planejado. O projeto prevê centro comercial, áreas verdes preservadas, salão de festas, área de lazer e a segurança de morar em um condomínio fechado.

Segundo o presidente da Emccamp, André Campos, o empreendimento traz ao mercado apartamentos com condições especiais de aquisição.
“Os imóveis estão com valores que há muito tempo não eram praticados no mercado, a partir de R$ 132 mil. Com esse preço, enquadramos o lançamento na nova faixa do programa Minha Casa, Minha Vida, a faixa 1,5, cujos descontos podem chegar a R$ 42.200 e com as menores taxas de juros do mercado. Sendo assim, o apartamento pode sair a R$ 89.900, dependendo da renda e da quantidade de participantes no contrato”, afirma.

Pelas regras, pode participar da faixa 1,5 do programa quem tem renda bruta individual ou familiar de até R$ 2.600. Outra condição de compra atrativa é a possibilidade de adquirir o apartamento sem entrada, com parcelas mensais de R$ 480 – condição também associada ao MCMV e que varia de acordo com a renda do cliente.

A previsão é de início das obras ainda em 2017, com entrega prevista para até três anos. Mas a expectativa de Campos é começar a entregar as unidades antes mesmo desse prazo. No pico das atividades no canteiro de obras, serão gerados mil empregos diretos e outros três mil indiretos.

Somente em 2016, a Emccamp construiu mais de 1 milhão de metros quadrados. Até o fim de 2017, a previsão é de lançamento de cerca de 10 mil unidades, todos inseridos nas faixas 1,5 e 2 do MCMV. Os lançamentos serão realizados em Itapetininga e Santa Bárbara do Oeste, no interior de São Paulo, além de Belo Horizonte.