O primeiro-ministro da Turquia, Ahmet Davutoglu, afirmou hoje que cerca de 15 mil refugiados sírios chegaram à fronteira com seu país, e que outras dezenas de milhares podem estar chegando.

Em um comentário televisionado, Davutoglu prometeu que a Turquia não irá deixar os desalojados "sem comida ou abrigo". Ele não confirmou, no entanto, que a fronteira será aberta a eles.

Hoje, a fronteira entre os dois países foi fechada, sendo que nenhum refugiado foi admitido, o que levou grupos de direitos humanos como a Anistia Internacional a pedir publicamente que eles possam cruzar o território turco.

Já o grupo de caridade IHH afirmou que cerca de 50 mil pessoas que estão fugindo do conflito no norte da Síria chegaram à fronteira entre os dois países. Segundo Serkan Nergis, o grupo está construindo campos de tendas na região para abrigar temporariamente os que chegam. A entidade comanda cerca de uma dezena desses campos na fronteira. Fonte: Associated Press.