A Espanha elevou o seu alerta de terrorismo de médio para alta depois de ataques mortais na França, Tunísia e Kuwait.

O ministro do Interior, Jorge Fernández Díaz, anunciou a decisão nesta sexta-feira depois de um encontro de emergência da comissão de monitoramento contra o terrorismo no país. O órgão emergencial é composto de altos funcionários de segurança e parlamentares dos principais partidos espanhóis.

"Considerando a proximidade do nosso país com os lugares que sofreram ataques, nós propomos aumentar o alerta antiterrorismo de 3 para 5", afirmou Díaz. De acordo com a escala, 3 é alerta médio e 5, alto.

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, e líderes da oposição condenaram os ataques. "A barbárie será sempre confrontada pela unidade entre os democratas", escreveu Rajoy no twitter. Fonte: Dow Jones Newswires.