Com a queda nas doações dos bancos de leite materno em Belo Horizonte durante a pandemia, o que conta são as boas ações para manter os estoques. É o que está fazendo a enfermeira Mariana Rios de Simone, especialista em aleitamento materno e cuidados com o recém-nascido.

A especialista coordena uma campanha para a judar a Maternidade Odete Valadares a arrecadar o alimento para os bebês. “O leite materno salva vidas e é ouro para os nenéns”, frisa. 

Ainda de acordo com a enfermeira, é através do leite que a mãe passa anticorpos para o bebê. Ele ajuda a prevenir doenças como diarreia, infecções respiratórias e alergias.

Segundo dados do Ministério da Saúde (MS), a amamentação reduz em 13% a mortalidade por causas evitáveis em crianças menores de 5 anos.

Além disso, também existem vantagens para as mães que amamentam. A cada 12 meses de aleitamento, as chances de aparecimento de um tumor mamário diminuem em 4,3%. O aleitamento também ajuda a prevenir outros tipos de câncer, como o de ovário, a redução na incidência é de 30%.

Para doar leite, Mariana Rios de Simone explica ser preciso esterilizar todo o material que vai ser usado para a ordenha e os bancos de leite fazem a coleta na casa das mães sem nenhum custo.

Acompanhe a entrevista na íntegra.